Sobre o velho receio de ser enganada…

E o post de hoje é para ajudar você, leitor, a não passar por este mesmo dilema. Caso o açougueiro queira te vender matambre, vc saberá o que é.

Confesso: tenho medo de ser enganada pelo açougueiro. Aliás, penso que muita gente deve ter este mesmo receio. Nada contra a categoria. Em tempo, o problema está em mim.

Tenho dificuldade em reconhecer se o açougueiro está realmente me vendendo a carne que eu peço. Se eu pedir filé mignon cortado em cubinhos para fazer strogonoff, quem me garante que ele realmente me dará o filé e não um pedaço de coxão duro cortado em cubos? Ninguém (alguém me conteste, por favor!). Os mais entendidos podem me dizer que nem todas as carnes podem ser cortadas em cubos, afinal há diferenças entre os cortes. Existem carnes que possuem osso no meio, outras possuem gordura na fibra. Churrasqueiros de longa data dirão que só de olhar para a fibra da carne é perfeitamente possível reconhecer se trata-se de uma autêntica peça de filé ou de um gorduroso pedaço de cupim. Para mim, há apenas dois grupos distintos: lagarto e todos os outros.

Me sinto confortável para comprar as carnes que já estão cortadas e embaladas. Posso escolher se quero comprá-la resfriada ou congelada. Gera segurança, pois a carne está identificada e pesada, e sujeita à inspeção da Anvisa a qualquer momento.

Quando preciso de uma quantidade maior é um sofrimento. Pergunto: “Oi, tem alcatra?”, e ele responde: “Tem sim, moça. Mas tá no fim, hein? Por que a moça não leva garrão? Tá no começo”. Eu muito calma e sem saber do se trata, respondo: “Meu senhor, tenho cara de quem come garrão?” Pronto. Morri. Não dá pra comprar o final de uma carne. E, se essa afirmação for mais uma desculpa para te empurrar outro corte? Automaticamente tenho que mudar os planos e a receita.

Alguns açougues inspiram confiança. O tratamento é fundamental. Me sinto a vontade no Pão de Açúcar. Os açougueiros sempre são muito bacanas. Os peixeiros também (comprar peixe também pode ser um dilema!).

Outro receio comum é em relação à balança. Consumidores reclamam que as balanças podem estar desreguladas, fazendo com que se leve uma quantidade menor do produto e se pague a mais. Eu mesma, nunca me atento à balança. Meu medo tem outro nome e até cabe um velho ditado popular: “comprar gato por lebre” . Melhor que isso: “comprar coxão duro por filé”.`

E o post de hoje é para ajudar você, leitor, a não passar por este mesmo dilema. Caso o açougueiro queira te vender raquete ou garrão, vc saberá o que é.

Para saber mais sobre carnes bovinas e seus cortes, acesse: SIC – Serviço de Informação da Carne

Anúncios

~ por Mari em 15/05/2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: